Blog

Em 122 páginas, a consagrada escritora moçambicana Paulina Chiziane decidiu compor uma canção para os ‘escravos’ deste século, apelando à sua liberdade. “O canto dos escravos” é o título da canção, ou melhor, do livro, lançado a 26 de Julho em Maputo.

Para reflectir à volta da importância da água no contexto das mudanças climáticas em Moçambique e no mundo, a Feira do Livro da Beira, FLIB 2021, institui o concurso de crónicas com o tema “Água ”.

                                                                                                                                                    

  1. Podem participar no concurso todos os estudantes matriculados numa instituição do ensino superior em Moçambique. Os textos concorrentes não podem conter nenhum teor discriminatório ou ofensivo, sob pena de serem desclassificados.
  2. Cada autor poderá participar com apenas um texto da sua autoria, no género literário crónica, relatando um episódio sobre água. Cada ficheiro deve ter duas páginas, no mínimo, e quatro, no máximo (fonte 12, Times New Roman, espaçamento 1.5 cm, margens 2.5 cm para cada lado do papel A4).
  1. Os participantes deverão preencher uma ficha de inscrição, que deverá ser enviada juntamente com o ficheiro contendo o texto para o e-mail This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.. Na ficha de inscrição, deverá constar uma pequena biografia do autor, com até 450 caracteres. Os textos apenas devem ser identificados com um pseudónimo escolhido pelo autor e escrito no alto da folha.
  1. Serão apenas aceites os trabalhos em língua portuguesa, o que não impede o uso de alguns termos doutras línguas no texto.
  1. Trabalhos colectivos não serão aceites. Cada inscrição deverá ser obrigatoriamente apenas de um autor.
  1. Há obrigatoriedade de o material enviado para publicação ser inédito e não será cobrado nenhum valor para a inscrição. O prazo final do envio dos trabalhos é 30 de Novembro de 2021. Os resultados do concurso serão divulgados até o dia 15 de Janeiro de 2022.
  1. O autor participante deverá responder legal e individualmente por plágio, publicação não autorizada, calúnia, difamação e não autoria, isentando os editores de quaisquer responsabilidades sobre o conteúdo enviado para publicação na antologia.
  1. Os textos inscritos serão avaliados por um júri constituído por cinco personalidades, sendo dois escritores, um linguista, um crítico literário e um editor.
  1. O júri deverá seleccionar até 25 melhores textos, que serão publicados numa antologia. Os três primeiros classificados serão agraciados com valores pecuniários. O 1º classificado receberá 15 mil meticais; o 2º classificado, 10 mil meticais; e o 3º classificado, 5 mil meticais.
  1. Todos os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

                                                                                                                   &////////////////////////////&

     Obs.: Pode baixar a ficha em http://www.fundza.co.mz/images/FICHA-DE-INSCRI%C3%87%C3%83O-FLIB-2021.docx

A Editorial Fundza é uma editora moçambicana que procura dar oportunidade e visibilidade aos novos escritores moçambicanos, agenciando-os para que se tornem escritores de sucesso.

Facebook

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba novidades acerca das nossas publicações.